Jardim na decoração de ambientes
5 de Janeiro de 2017
Chevron na decoração
5 de Janeiro de 2017
Exibir Tudo

Azulejo Português

A beleza dos azulejos portugueses.

Em viagem recente a Portugal percebi que, além da história, da arquitetura antiga, das casas de fado e da gastronomia, a arte da azulejaria é uma das coisas mais belas de se ver.

 

 

O uso dos azulejos em painéis, palácios, igrejas e fachadas dos edifícios, numa estreita relação com a arquitetura me fascinou.

De origem Árabe, o azulejo é considerado hoje, uma das expressões mais fortes da cultura portuguesa. Com diferentes características, este material tornou-se um elemento de construção em diferentes países, assumindo-se em Portugal como um importante suporte para as expressões mais fortes da cultura com intervenção poética ao longo de mais de cinco séculos. Normalmente associado à arquitetura, em revestimento de interiores ou exteriores ou como elemento decorativo, transformou Lisboa em referência mundial nesse tipo de arte ornamental.

 

 

Os azulejos portugueses também serviram de fonte de inspiração para artistas modernos fazerem suas releituras do passado, como é o caso da artista plástica Adriana Varejão que fez um belo trabalho usando azulejo como elemento essencial de sua pintura, dando às artes plásticas brasileira muita expressividade.

A artista plástica Viannita Barcellos que estudou a arte da azulejaria em Portugal cria belíssimos painéis fazendo a releitura dos azulejos do século XVIII usando as cores que dominavam na época, azul e branco, e inovando inserindo cores da tropicalidade brasileira.

Na verdade a arte da azulejaria  continua assumindo posição de destaque e renovação na arquitetura contemporânea brasileira.

 

 

Flávia Freitas

 

Publicado no site da Isabela Teixeira da Costa